Agridoce, Folks e a Cultura Vintage

01/02/2013
Eu sou Edmiel Leandro e a cada dia curto mais o doce som desse universo

Achei o projeto Agridoce durante as idas e vindas na rede, digo projeto porque é o produto secundário de dois artistas (Pitty e Martin) que não queriam um compromisso com seus estilos musicais, mas fugir um pouco do seu cotidiano. O álbum é composto completamente de músicas folks e inspirado em vários outros artistas do gênero.

A música folclórica ou folk music, segundo a etimologia do termo adotada no século XIX, era a música feita pela sabedoria popular (“folk lore”). A denominaçāo indicava especialmente a música feita pela sociedade pré-industrial, fora dos circuitos da alta cultura urbana.
Wikipédia

Já pesquisei sobre, e pra mim é muito confuso a origem e disseminação desse estilo musical. O certo é que se originou do povo e de suas histórias e hoje, no Brasil, identifico como uma vertente da MPB (que não deixa de ser popular) que tem vários elementos embutidos e uma das maiores representantes do estilo é Mallu Magalhães que eu também gosto muito.

No clipe 130 Anos acima são utilizados elementos de uma cultura que me atrai bastante e que a cada dia está se tornando mais popular.  Falo da fotografia esfumaçada que faz parecer que estamos em outra época, o carro, roupas e as cores num tom verde-acinzentado e meio apagado. Pode até não parecer, mas se você procurar no editor de fotos do seu celular com certeza vai achar algum efeito como tais elementos descritos. Vintage significa algo clássico, antigo e de excelente qualidade. Trata-se de um estilo de vida que recupera os estilos dos anos 1920, 1930, 1940, 1950 e 1960 (bons anos por sinal), e aplica em vestuário, calçado, mobiliário e peças decorativas. E se difere de Retro (vou deixar isso para outro tópico). O fato é que o ritmo calmo e doce, o visual anacrônico e de tons suaves me cativou.

Minha paixão por essa cultura não se restringe ao som e imagem, mas principalmente aos carros. Prometo fazer um post mostrando-os.