Pag. 102

– Um mal é um mal, Stregobor – retrucou seriamente o bruxo, pondo-se de pé. – Menor, maior, médio, tanto faz… As proporções são convencionadas e as fronteiras, imprecisas. Não sou um santo eremita e não pratiquei apenas o bem ao longo da minha vida. Mas, se me couber escolher entre os dois males, prefiro abster-me por completo da escolha.