Top 10 – Jogos mais importantes da minha vida

23/09/2014
Eu sou Edmiel Leandro e foi daqui que surgiu parte da minha personalidade

Desafio proposto por @mushi720, para listar os 10 jogos que foram de alguma forma importantes para mim.

Regras: não leve mais que alguns minutos, não pense muito. Eles não precisam ser o jogo certo ou grandes obras, só precisam ser importantes pra vc de algum jeito.


É difícil enumerar apenas 10 jogos, pois foram tantos que joguei que fica quase impossível listar apenas 10. No entanto, vou considerar em minha lista os jogos que me marcaram tanto pelo enredo e historia ou tanto pelas várias horas de diversão que me proporcionou. Bem, dito isto, vamos aos jogos em sequencia decrescente.

10. California Games
california
Ahh cara, que saudade!
Nessa época eu tinha um Mega Drive 3 e tinha uma fita com 10 jogos instalados e um desses jogos era o California Games. Na verdade o California Games funcionava como uma coletânea de jogos de verão (acho que, provavelmente, praticados na califórnia). Dentre eles tinha (o que eu mais gostava) BMX, surf, um jogo de patins, um de skate e um que o cara ficava fazendo ambaixadinhas (bem chato). O mais legal é que tinha multiplayer, então jogar com os amigos era bem mais legal.

 

9. Street of Rage
streetofrage
Hell Yeah!
Universalmente conhecido como “briga de rua”, esse sim é um dos meus favoritos até hoje, ou de onde você acha que veio a jogabilidade de jogos como God of War? Você e seus amigos (apesar de na época só poderem jogar 2 pessoas, na minha sala ficavam cerca de 4 esperando o amigo morrer pra poder tomar o controle) saindo pela rua batendo nos criminosos era algo tão simples e tão divertido como poucos jogos hoje em dia consegue fazer. Vale fazer uma menção honrosa ao poderoso Cadillacs e Dinossauros que também joguei muito, mas não tanto como o Briga de Rua, ops!

 

8. Street Fighter II
streetfighter

O melhor jogo de luta da época!
Pelo menos pra mim, esse foi. Joguei muito o Street Fighter 2 ao ponto de zerar com quase todos os personagens. Sim, quase todos, teve alguns que eram impossíveis de zerar o jogo, tipo o cara do soco que não sabia usar as pernas e não tinha nenhum poder especial. Street Fighter também me fez perder várias tardes com meus amigos ou simplesmente sozinho tentando aprender os golpes e poderes de cada personagem. Sim, naquele tempo tinha que tirar leite de pedra e aprender tudo na marra, revistas quebraram mó galho, mas nem sempre eu as tinha por perto. Este sim representa o pouco dos jogos de luta que sei jogar e com certeza marcou minha trajetória nos jogos.

 

7. International Superstar Soccer Deluxe
deluxe

Sim, porque futebol não pode faltar!
Em se quer uma tarde na frente do video-game não podia faltar o bom e velho jogo de futebol. Na verdade eu comecei a jogar futebol digital num jogo que vinha naquele cartucho de 10 jogos. Porém o jogo era só o mapinha dos jogos atuais e além do mais era super sem graça. Minha paixão por jogos de futebol dura até hoje, tanto que todo ano é compra certa (embora não concorde muito com o caminho que os jogos de futebol estão tomando e nem o futebol em si). Quando joguei o superstar (na verdade uma versão modificado chamada Ronaldinho Soccer ou Campeonato brasileiro 97) foi amor a primeira vista hehe tanto que era certo toda sexta-feira eu ir no playtime alugar a fita pelo fim de semana inteiro. Um detalhe interessante: o dono do playtime tinha umas 15 fitas dessas por causa da demanda e nem sempre eu conseguia alugar, então toda vez que largava na sexta-feira era literalmente um CORRE NEGADAAAA!

 

6. Dino Crisis
dinocrysis

O primeiro culpado pelos cagaços!
Sempre gostei dos jogos de terror e assim como nada se faz como antigamente, poucos jogos conseguem meter medo como esse cretino aí em cima. Naquela época eu já tinha jogado alguns Resident Evils e com toda certeza tomei vários sustos, mas cara, se você quando criança foi jogar esse jogo depois de ter assistido Jurassic Park sabe o tipo de cagaço que eu passei. Dino Crysis era em sua essência um jogo de Suspense, do tipo que você vai andando sozinha (porque se jogava com uma mulher) por um laboratório no meio de uma floresta, de noite e cercada de dinossauros que sempre aparecem do nada fazendo zoada e vibrando o seu controle. Ahh véi.. e o pior era correr do maldito Tiranossauro sem poder fazer nada a não ser fica torcendo baixinho “vai vai vai vai corre vai vai vai!!!”

 

5. Medal of Honor
medalofhonor

Com orgulho, meu primeiro FPS!
Nessa época eu já tinha um PS1 e esse foi o meu primeiro jogo de tiro em primeira pessoa. Cara como era legal ter uma aula de história num vídeo-game. Aprendi mais sobre primeira guerra mundial nesse jogo do que na minha escola. Sim, aula de história. Entre uma fase e outra dos jogos tinha vídeos reais sobre o que estava acontecendo e sobre pra onde meu personagem iria e que tipo de missão faria, tinha também recortes de jornais e outras coisas mais. Lembro que a ambientação era fantástica e foi por causa desse jogo aqui que comecei minha paixão por jogos de tiro. Vale ressaltar que o jogo tinha um modo multiplayer do tipo mata-mata que dava pra jogar com um dinossauro (coisa que aliviava a tensão do jogo acima ehuehue).

 

4. Need for Speed Underground 2
nfsu2

O primeiro jogo de corrida da lista 😀
Sempre gostei mas nunca fui fã de jogos de corrida, joguei muitos, alguns famosos outros não. Mas se teve um que me marcou, esse foi o Under2 (era como eu chamava, nome muito grande u know?). Carros tunados, corridas clandestinas, mundo aberto. Tudo que um jogador de jogos de corrida desejava na época. E foi isso que o Under2 trouxe, carros reais, possibilidades ilimitadas de personalização dos carros e fora o jogo extremamente divertido. Também joguei outros jogos da franquia como o Most Wanted e Carbon, e outros jogos de corrida como os da série Grid e GT que admito em certos pontos serem melhores que o Under2, mas no geral considero-o mais marcante pra mim, e tenho certeza que não estou sozinho neste pensamento.

 

3. Breath of Fire IV
breathoffire
Um dos melhores RPGs que já joguei!
Os RPGs fizeram parte da minha infância, principalmente quando comecei a jogar no PS1 e no PC. Foi com eles que tive boa parte da base da língua inglesa que tenho hoje. Poderia dedicar esta posição a vários outros RPGs como o Final Fantasy IV e sua história um pouco parecida com Star Wars 😛 ou quem sabe o Final Fantasy V e seus cristais ou pode até ser o Final Fantasy VIII e a luta contra a feiticeira ou até, saindo um pouco de Final Fantasy, poderia citar Chrono Trigger e a missão de salvar o mundo viajando no tempo. Pois é, mas o que me fez escolher por Breath of Fire IV foi o carisma dos personagens e a forma de se contar a história no maior estilo Tarantino no filme Pulp Fiction, onde vc vai jogando vários pontos diferentes da história de acordo a visão do tal personagem, onde os acontecimentos vai se entrelaçando até chegar num épico encontro. Sem falar do estilo DBZ nos traços dos personagens. Sério, este jogo é obrigatório!

 

2. Gears of War
gears
Agora sim chegamos no jogo de ação!
Lançado para o X360 em 2006 o Gears1 foi o responsável por alavancar as vendas no console em frente ao poderoso PS3, vindo de uma vitoriosa era de vendas com o PS2. Gears of War reinventou o que conhecia de jogos de ação, principalmente quando se fala em jogos de 3ª pessoa. O revolucionário esquema de cobertura (apelidado de murinho) é copiado até hoje nos jogos desse gênero. O jogo foi tão surpreendente que foi eleito jogo do ano de 2006. Bem, eu só tive a oportunidade de jogar o Gears em meados de 2011 quando comprei meu console. Ação frenética e uma boa e divertida jogabilidade foi o que eu encontrei, mas nada se compara a diversão proporcionada por esse jogo quando você joga com um amigo. Poucos jogos conseguem fazer isso hoje em dia e toda a franquia Gears faz isso muito bem. Zerei os 4 jogos de Gears of War com algum amigo e em alguns deles com mais de um, e em todos eles me lembra muito a velha sensação de jogar o briga de rua de novo.

 

1. Red Dead Redemption
red

O que falar desse jogo?
É o melhor jogo que já joguei definitivamente. Jogabilidade de GTA com temática de velho oeste, é isto que esse jogo tem pra oferecer, mas acrescentaria mais um item que faria toda a diferença. O Enredo. A história desse jogo é no mínimo cativante e chega no seu máximo a ser extraordinária. Por falar nisso, esse foi o primeiro jogo que me fez chorar. Sim, eu me envolvo muito quando estou jogando e nunca um jogo me comoveu a este ponto. Falei sobre isso no meu artigo sobre jogos e sensibilidade a arte. Além desse ponto o jogo é lindo, as vezes eu ligava o vídeo-game quando chegava em casa só para ficar cavalgando, os cenários são espetaculares e não é a toa que esta obra de arte foi eleita o jogo do ano de 2011. Sem falar que tem um modo online e cooperativo divertidíssimo e mais um motivo pra compra: foi feito pela Rockstar 😛

 


Vale a menção honrosa de alguns jogos como o Ragnarok Online, Counter Strike, entre outros que fizeram a festa da garotada (inclusive a minha) nos tempos de lan-house.

Obrigado por ler e sinta-se desafiado pra listar os jogos que marcaram sua vida.
Abraços.