Outros rumos

Pensei em escrever algo nesse dia para um eu de amanhã. Mas não sei fazer esse tipo de coisas..

Só queria escrever aqui que esse dia foi importante, de certa forma, apesar de ter sido o mais do mesmo. Pois sei que sempre que me empolgo com algo, me desanimo exponencialmente. As circunstancias vão me desanimar, isso é fato. Mas espero que desta vez eu tenha um pouco mais de paciência, que continue mais uma vez em busca de meu sonho. Eu sei que decidi mudar e não foi de agora. Muitos criticaram e com toda razão, outros poucos me apoiaram e eu agradeço por isso. Por que essa mudança será para uma melhor.

Na verdade, me sinto como na polpa de um barco preste a entrar numa negra tempestade. A minha vantagem é que já passei por isso antes, sei como me sair e me sairei bem pelo meu bem e pelo bem dos que estão no meu barco. Chegou o momento de deixar as brincadeiras de lado e levar um pouco mais a sério as coisas, que Deus esteja comigo.

Shahvee

Aconteceu uma coisa enquanto eu jogava Skyrim ontem..

Foi quando eu tinha acabado de concluir uma missão e estava voltando ao distrito de Windhelm, e então vi a criatura. A princípio eu pensei que fosse algum bandido (tem muito disso no jogo), mas quando cheguei perto ela não me atacou. Shahvee é uma argoniana (raça que é semelhante a um lagarto humano) e por ser desta raça é descriminada na cidade, por isso vive em uma casa muito acabada e sobrevive vendendo uns trapos lá. Obviamente ela é pobre mas vive sempre feliz e de bom humor. Durante o diálogo eu perguntei a ela como ela poderia ser tão feliz vivendo daquela forma e ela me responde da seguinte forma.

“Às vezes a vida te coloca em situações difíceis que você não escolheu, mas ser feliz ou infeliz é uma escolha que você faz, e eu escolhi para fazer o melhor das coisas que eu posso.”

Engoli seco na hora. Foi um resposta super inesperada.
Obrigado pela lição Shahvee!

Criativos Crônicos

Depois de dias de muito trabalho e aprendizado também, enfim está no AR o blog dos Criativos Crônicos no qual tive a honra de ficar responsável pela publicação do mesmo. História engraçada.

O pessoal do trabalho fez uma palestra, alguns meses atrás, numas das universidades aqui do centro, a UNICAP. Acontece que algumas pessoas dessa palestra foram, posteriormente, fazer uma visita lá no nosso centro. Uma delas foi exatamente o Pedro bacelar, um dos organizadores do blog, e foi aí que nos conhecemos. Trocamos algumas ideias e por fim estou aqui envolvido nesse projeto. Esse mundo é pequeno e aí você vê a importância do Networking rs. Vale ressaltar que aceitei entrar nessa por 3 únicos motivos.

Primeiro pelo conhecimento, porque como estou migrando de área acadêmica, ter um contato maior com o pessoal que já está nessa área vai ser importante pra mim. Segundo pelo desafio, porque eu tive que aprender algumas tecnologia que ainda não dominava (ainda não domino). E terceiro pelo futuro, porque vejo que esse projeto tem um grande potencial tanto na questão de qualidade da equipe de como também na qualidade dos projetos, não só o blog.

Por fim, estou feliz por participar disto.
Abraços e Obrigado.

Palavras de 2009 que ainda valem por quem sou hoje

É..
Andei conversando com algumas pessoas nesses dias e percebi uma coisa, elas sempre querem dinheiro ou se dar bem em algo, sei lá, coisas desse tipo. Cara, eu sempre sonhei com coisas muito simples, coisas so tipo casa de madeira na beira do lado, cerca baixa e gramado verde. Café forte, roupão e jornal. Em vez de uma BMW, um Fusca. É isso mesmo um Fusca, preto e com rodas prateadas foscas. Quero só me dedicar a algo que eu goste,ou seja, informática, tecnologia, celulares. Nisso vejo que sou diferente de muitos, eles são do tipo que se ganharem 1 Milhão hoje, amanhã já estão individados. Em vez de gastar, invista. Penso além e sempre imagino minha vida sem o que tenho, acho que por isso inda estou vivo, agradeço a Deus pelo que tenho, e peço que ele me conceda o que desejo, claro conforme a sua vontade. Eu não mencionei acima, mas não adiantaria nada ter tudo que quero sem uma pessoa pra compartilhar, acredito que essa parte eu já realizei e agora todo resto que vier é lucro. Por que a parte mais importante eu já tenho.

E o tempo passa..

Hoje, enquanto caminhava pela rua, me deparei com um cena que me fez pensar neste assunto. Dois meninos estavam jogando bola na rua, basicamente um agarrava e outro chutava. Durante o chute do atacante o outro menino saltou para direita a agarrou a bola em pleno ar gritando “CÁAAAAAASSIO“. Imediatamente veio um pensamento na minha cabeça “na minha época era TAFFARÉEEEEEL“. Provavelmente o menino-goleiro nem conheceu o Taffarel como eu pouco ouvi falar sobre o Cássio. Ontem eu brincava de dar kamerramerá  e disputava meus tazos do Pokémon e hoje os meninos se transformam como o Ben 10 .

É a vida.