Windows Phone, Nokia e os Smartphones no Brasil

07/02/2013
Eu sou Edmiel Leandro e uso Windows Phone!

Há pouco mais de uma semana foi lançada oficialmente pela Microsoft a (provavelmente) última atualização para os aparelhos com Windows Phone 7.5 (mango). Como novidade a versão 7.8 traz tiles interativas em vários tamanhos, mais cores de temas, compartilhamento de arquivos via bluetooth e outras coisas mais.

A pesquisa Our Mobile Planet, realizada pelo Ipsos Media CT, e apoiada pelo Google, a MMA (Mobile Marketing Association) e o IAB (Interactive Advertising Bureau), aponta que 14% da população brasileira tem um smartphone – o equivalente a 27 milhões de usuários, mais do que na Alemanha (24 milhões) ou na França (25 milhões).

Apesar de pequeno, comparado ao tamanho do mercado/público brasileiro, os números não mentem. Cada vez mais, os consumidores brasileiros estão se adaptando aos pequenos e poderosos computadores de mão. Mas isso não é de hoje, ao longo dos anos esses pequenos vieram se tornando tão eficientes em resolver nossos problemas que ficamos, literalmente, dependentes deles.

O windows phone chegou no meio de uma briga aquecida. De um lado a Apple com seu sistema casado, software & hardware, fino acabamento e com uma loja de virtual de dar inveja aos concorrentes (até hoje). Do outro, temos o android, livre de hardware, de código aberto e com a nome da gigante Google, foi como num piscar de olhos e as duas passaram a disputar o mercado brasileiro tirando de cena o Sybian (saudoso), Blackberry (viva e firme até hoje, mas sem o mesmo prestígio) e discartando de vez os firmwares.

A Nokia, por sua vez, antes possuia um mercado bastante expansivo no Brasil, liderando quase de absoluto a venda de celulares convencionais (acho que até hoje lidera, é impossível entrar no ônibus e não ouvir um Nokia Tune). Mas esse mercado está obsoleto e daqui a alguns anos não renderá lucro algum. Pensando em se projetar no mundo dos celulares inteligentes a Nokia decide fazer uma escolha ousada. Da mesma forma a Microsoft se via ausente desta disputa, o seu fracassado Windows Mobile não tinha nem chances contra a atual geração.

Foi neste exato momento que Nokia e Microsoft se uniram numa parceria, apresentando e lançando assim a linha Lumia. Aparelho potentes fabricados pela Nokia com o sistema Windows Phone da Microsoft. Em suma, desde o mais simples ao mais sofisticado todos possuem telas sensíveis ao toque, com um valor alto de processamento e memória. Atualmente o Windows Phone está na sua 8ª versão e conta como produto top o Lumia 920 que será lançado no Brasil no próximo dia 20 de fevereiro.

O windows phone pra mim foi inovador, primeiro no visual, fugindo do clichê ícones minimalistas agrupados na MainSreen e ousou usando grandes quadrados milimetricamente aninhados e apresentando ícones monocromáticos num fundo opaco. Simples e bonito. Segundo, pela revolução no sistema mobile da Microsoft, porque só Deus sabe como é sofrido utilizar o Windows Mobile.

Escolhi o windows phone por causa de uma palavra, Integração. é impressionante a fluidez Windows 8, Windows Phone, Xbox e Web. Um são todos e todos são um. Apesar de um ótimo sistema, com ótimos aplicativos, jogos e mais, o wp ainda está as margens da liderança lutando por um espaço de verdade, pelo menos no mercado Brasileiro.